Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Olá, eu sou o Jaw

O meu primeiro ano de vida é uma incógnita. Fui encontrado depois de ter sido atropelado. Tinha o maxilar partido e a bacia em mau estado, a sofrer muito e esfomeado. Felizmente consegui recuperar e depois ela veio-me buscar.

No início fiquei um bocadinho assustado com a casa nova e aquele par de jarras que não se cansava de olhar para mim, fazer-me festas e meiguices. Comecei a gostar deles. 
Nunca gostei de colo, mas fui muito feliz esticado no chão e nas minhas camas a receber mimos. Ela que diz que eu sou a luz dos olhos dela, talvez porque partilhamos a cor azul.
Eu até me apercebi que no início ela ficou pelos cabelos com os meus pêlos, mas depois, deixou de os ver. Consigo ver ainda os sorrisos despontados pelo meu gosto em enrolar tapetes, roer atacadores e atirar-me para o chão à frente deles, à espera de mais uma sessão de mimos.
Sei que ela ainda me vê no canto inferior direito da cama quando entra no quarto. E que ainda sente o macio do meu pêlo. E que ainda sente os meus dent…

Mensagens mais recentes

Maria do Mar

Se eu tivesse berço de ouro

Micro conto I

Cansaço

Acordei com os sonhos dentro de mim

Balão dos sonhos perfeitos

Desabrochar

Foi a rádio que me descobriu

Deixei de ter uma profissão

(In)certezas